Caixa reduz juros do financiamento de imóveis novos e usados.
Voltar para o blog

Caixa reduz juros do financiamento de imóveis novos e usados.

   A Caixa reduziu em até 0,5 ponto percentual as taxas de juros do financiamento imobiliário para operações com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). A mudança começou a valer a partir da última sexta-feira (24).

   As taxas mínimas passaram de 9% ao ano para 8,75% ao ano para o financiamento de imóveis dentro do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), que usa recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

   No Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI), os juros do financiamento passaram de 10% ao ano para 9,5% ao ano.

   Podem ser financiados pelo SFH os imóveis de até 950 mil reais nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, e de até 800 mil reais nos demais estados.

   Se o valor do imóvel for maior do que 950 mil reais nos estados de SP, RJ, MG e DF, ou maior do que 800 mil reais nos demais estados, é possível financiar através da linha SFI ou Carteira Hipotecária.

Produto

Taxa mínima (antes)

Taxa máxima (antes)

Nova taxa mínima

Nova taxa máxima

Prazo mínimo (meses)

Prazo máximo (meses)

Imóveis novos e usados (SFH)

9,00% ao ano

10,50% ao ano

8,75% ao ano

10,25% ao ano

156

420

Aquisição do terreno e construção (SFI) / Construção em terreno próprio (SFI)

10,00% ao ano

11,50% ao ano

9,50% ao ano

11,00% ao ano

120

420

    Além da redução de juros, a Caixa também ampliou o limite do financiamento de imóvel usado para pessoas físicas dos atuais 70% para 80% do valor do imóvel. Em tese, a alteração do limite exige do cliente um entrada menor na aquisição do imóvel usado, facilitando a compra da casa própria. 

   “Cabe à Caixa como principal agente financeiro da habitação continuar oferecendo as melhores taxas e condições para os nossos clientes, além de colaborar com a retomada de investimentos do mercado imobiliário e suas cadeias produtivas”, afirma presidente da Caixa, Nelson Antônio de Souza.

Taxas menores

   Essa não foi a primeira vez que a Caixa cortou os juros do financiamento de imóveis em 2018. Em abril, o banco havia reduzido as taxas em até 1,25 ponto percentual para operações com recursos do SBPE.

   Também no começo do ano, a Caixa já havia elevado o limite do financiamento de imóvel usado de 50% para 70% do valor do imóvel. O banco ainda retomou o financiamento de operações de interveniente quitante (imóveis com produção financiada por outros bancos) com cota de até 70%. 

   Os financiamentos pelo SFH ou SFI são uma opção para quem não conseguiu o crédito através da linha pró-cotista, que usa recursos do FGTS e é tradicionalmente considerada a mais barata do mercado, uma vez que a linha está suspensa pela Caixa e pelo Banco do Brasil para imóveis novos.

   O Santander também oferece a linha pró-cotista, mas apenas para imóveis novos e financiados pelo banco, segundo o site EXAME apurou. O Bradesco afirmou que vai disponibilizar a linha pró-cotista a partir de janeiro de 2019, mas não abriu as condições do crédito.

   Especialistas veem como algo positivo o fato de os bancos privados se empenharem em oferecer crédito imobiliário mais barato, numa tentativa de estimular um mercado que é crucial para a economia e para as suas operações.

   Em abril, assim como a Caixa, o Santander já havia anunciado a redução dos juros do crédito imobiliário para 8,99% ao ano no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), e para 9,49% ao ano para Taxa de Mercado (SFI e Carteira Hipotecária).

Fonte: Revista Exame 24/08/2018.

 

Outros posts

  1. INVESTIR EM IMÓVEIS PARA ALUGAR VALE A PENA ?

    INVESTIR EM IMÓVEIS PARA ALUGAR VALE A PENA ?

       Uma forma de investimento que talvez muitos considerem hoje são os imóveis. Investir em imóveis para alugar é uma forma até mais tradicional e, talvez, mais segura do ponto de vista de...

  2. Idolatria Estatal, uma Utopia?

    Idolatria Estatal, uma Utopia?

     Venho me perguntando há muito tempo o que faz alguns brasileiros em pensar que os problemas vão se resolver de forma autônoma, em pensar que o Brasil é o país do futuro e que o governo está...

  3. Governo eleva valor máximo do Imóvel que pode ser comprado com FGTS

    Governo eleva valor máximo do Imóvel que pode ser comprado com FGTS

       Diante do ritmo fraco da construção civil, setor que vem registrando os piores resultados mesmo depois do início da recuperação da economia, o governo vai tomar uma medida para estimular a...

Prestige - Imóveis Especiais

Fixo
54 3452-5523
Douglas
54 99684-2565
Júlio
54 98133-3535
Felipe
54 99962-2552
Adelgides
54 99976-7102

Prestige - Imóveis Especiais

Douglas
54 99684-2565
Júlio
54 98133-3535
Felipe
54 99962-2552
Adelgides
54 99976-7102